Guarda compartilhada

Por em 22/07/2019


Se eu optar pela guarda compartilhada não precisarei pagar pensão alimentícia? A verdade: guarda compartilhada não livra o alimentante (na maioria das vezes pai) da obrigação de pagar a pensão para o filho. Primeiro, para o tema ser melhor entendido, deve-se saber o que é guarda compartilhada, que é quando as responsabilidades, obrigações, e a tomada de decisões sobre a vida da criança são divididas, ou seja, compartilhadas entre as pessoas que possuem essa guarda. E não se pode confundir com “Guarda Alternada”, que é a divisão do tempo de permanência da criança com cada um dos detentores da guarda (que são geralmente os pais). Nesse caso a criança reside com os dois pais, de forma alternada, sendo um tempo com um e outro tempo com outro. Na guarda compartilhada, a criança irá conviver e será educada por ambos os pais, mesmo que estes não estejam mais convivendo sob o mesmo teto. A criança poderá ter uma residência fixa, mas serão estabelecidos vários dias e horários para que conviva com o pai/mãe com quem não mora, buscando-se, assim, um convívio equilibrado e o fortalecimento da relação afetiva tanto com o pai, quanto com a mãe.


Auxílio doença

Todo trabalhador no regime da Previdência Social tem direito ao auxílio-doença quando impedido de trabalhar por mais de 15 dias.

Ver mais
Guarda compartilhada

Se eu optar pela guarda compartilhada não precisarei pagar pensão alimentícia?

Ver mais
Conta de energia

Você sabe como fazer a leitura da sua conta de energia? Se não sabe, fique atento!

Ver mais